PARTICIPE

O que você achou do site do SINEPE/SC?






/ NotÍcias A+   A-

Quais são os perigos do descarte irregular do óleo de cozinha?

19/07/2021

Professor de Química ensina receita de sabão e explica os riscos do descarte do óleo

 

Por mais saudável que seja a alimentação da família, o óleo de cozinha está presente na maioria das casas dos brasileiros. Seja para temperar saladas, para preparar pães e bolos ou fritar salgados que todo mundo adora, é difícil ficar longe do óleo de cozinha. No entanto, o descarte ainda pede bastante atenção. O professor de Química do Colégio Marista Frei Rogério, Angelo Pinto, explica que apenas um litro da substância contamina 20 mil litros de água se não for destinado corretamente. “Além da poluição da água, quando em contato com o solo, o óleo impede a absorção de nutrientes pelas plantas. E se sofrer deterioração no ambiente, libera o gás metano, que é 21 vezes mais prejudicial que o dióxido de carbono para as mudanças climáticas”, alerta.

O professor conta que ainda é comum que o óleo usado seja jogado no ralo da pia ou diretamente na rede de esgoto. Mas esse comportamento, além de prejudicar o meio ambiente, também pode causar prejuízos à tubulação da casa e da cidade. “Ao longo do tempo, a gordura vai sendo acumulada no encanamento da rede de esgoto e pode gerar entupimentos, vazamentos e muito prejuízo”, explica. 

A maneira certa de descartar o óleo de cozinha é guardá-lo em uma garrafa PET e destinar aos centros de coleta e reciclagem da sua cidade. Muitas prefeituras. ONGs, cooperativas e redes de lojas nas cidades já coletam esse material. Basta se informar e ajustar hábitos cotidianos, em prol da sustentabilidade do planeta.

 

Transformando óleo usado em sabão

Uma maneira prática de reciclar o óleo é fazer sabão que pode ser usado para limpeza geral e lavar a louça, mas não para banho. Mas lembre-se de produzir o sabão em ambiente aberto e ventilado, usar luva e máscara para misturar a soda na água.

 

Confira a receita: 

500 mL de óleo usado e filtrado

70 g de soda cáustica

70 mL de água

50 mL de álcool hidratado com concentração superior a 70 ° GL.

1 caixa tetrapack de leite

1 copo de vidro grande

1 colher pequena de madeira 

Colocar o óleo na caixa de leite.

No copo de vidro, colocar a água e a soda, nesta ordem, mexendo até dissolver.

Após a dissolução, adicionar ao óleo e mexer por 15 minutos. Depois de terminado, misturar o etanol, mexendo com a colher até solidificar. Deixar curar por uma semana e desembalar

Para quem não tem balança, a receita é multiplicada:

1 kg de soda

1 L água

7 L de óleo.

600 mL de álcool.

Dissolver a soda na água em um recipiente e adicione ao óleo, mexendo por 50 minutos.

Ao final, misturar o etanol. Pode ser utilizada uma caixa revestida com saco de lixo para a cura do sabão, que pode ser usado após 10 dias. 

Bookmark and Share imprimir
ACESSE


NEWSLETTER

Receba todas as novidades do SINEPE/SC via e-mail