PARTICIPE

O que você achou do novo site do SINEPE/SC?






/ NotÍcias A+   A-

Hoje, no dia mundial do diabetes, programa na UNESC oferece cuidados e dá dicas para uma vida saudável

14/11/2017

Doença atinge 387 milhões de pessoas em todo o mundo, podendo chegar a atingindo 592 milhões (Fotos: Leonardo Ferreira)
 
“É possível sim se alimentar bem e ser feliz com diabetes”. A afirmação é da paciente do PAMGC (Programa de Automonitoramento Glicêmico Capilar da Unesc), Maria da Gloria dos Santos Mateus. Ela descobriu o diabetes há nove anos e é atendida na Unesc há um mês, mas nesta terça-feira (14) teve uma recepção diferente.
 
Em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes, o PAMGC, que atende dentro do Serviço de Enfermagem, nas Clínicas Integradas, ofereceu uma experiência diferente, com um bolo especial para diabéticos, orientações e avaliações gratuitas.
 
Maria da Glória contou ainda que após começar o tratamento na Universidade se sente mais confortável e disposta. “Comecei meu tratamento com insulina aqui, já que o outro não fazia efeito. Já sinto uma diferença, consigo ter uma vida normal, comer e ser feliz”, contou.
 
A diabetes

 
A doença que atinge Maria da Gloria também prejudica a vida 387 milhões de pessoas em todo o mundo, e, segundo a enfermeira do PAMGC Liliana Dimer, a tendência é de a situação se agrave cada vez mais. “Temos uma alta média de atendimentos, que pode ultrapassar 100 pacientes por dia. A expectativa é que a epidemia se espalhe dia após dia, chegando a equivaler a população da América do Sul, atingindo 592 milhões em 2035”, informa.
 
Além de destacar a importância de ter atenção sobre o assunto, Liliana esclarece como reconhecer a doença e afirma que é possível se alimentar bem, apesar dos cuidados. “É um problema silencioso, mas com atenção se consegue perceber. Os principais sintomas são a sede em excesso, muita fome, idas repetitivas ao banheiro e fraqueza. É importante ter cuidado com ela, mas o que queremos reforçar hoje é que apesar da atenção, podemos ter uma alimentação saudável e com muito sabor”, afirmou.
 
A campanha na Universidade leva a temática “Diabetes não torna sua vida amarga” e a campanha mundial tem como tema Mulheres e Diabetes: nosso direito a um futuro saudável.
 
PAMGC
 
O Programa de Automonitoramento Glicêmico Capilar, localizado na Unesc, realiza suas ações em parceria com a prefeitura de Criciúma, auxiliando as pessoas que têm diabetes e utilizam insulina no tratamento. No programa, são realizadas consultas de Enfermagem, atendimento multiprofissional pelos residentes, orientações e preparação para o automonitoramento.

Bookmark and Share imprimir
ACESSE


NEWSLETTER

Receba todas as novidades do SINEPE/SC via e-mail