PARTICIPE

O que você achou do site do SINEPE/SC?






/ NotÍcias A+   A-

Feira do Livro: Professora da Unesc lança \"Mel, uma doçura de abelha\"

18/11/2021

É o terceiro da professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski. Um novo ato de lançamento ocorrerá nesta quinta, na Unesc (Foto: Décio Batista / AgeCom)

 
 
A professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski, que empresta seu nome ao Museu de Zoologia da Unesc, promoveu o primeiro ato de lançamento de "Mel, uma doçura de abelha". Foi no fim da tarde desta terça-feira (16) no espaço da Universidade na Feira do Livro, na Praça Nereu Ramos. Trata-se do terceiro livro da professora, que conta com ilustrações do artista plástico Vamber Cabral. A dupla já fez parceria nas obras "Pintado, o mascote do Museu" e "Vitorino, a tartaruga vitoriosa". A exemplo dos títulos anteriores, a nova publicação conta com apoio da Polícia Militar de Santa Catarina e com distribuição gratuita nas redes de ensino municipal, estadual e privada.
 
Em “Mel, uma doçura de abelha”, a autora enaltece a importância da preservação da natureza. “Hoje estou vivendo uma noite muito feliz, compartilhando com os demais escritores o lançamento do meu livro na 15ª Feira do Livro de Criciúma. A história é de uma abelhinha conhecida popularmente como abelha Mel. Ao longo da sua narrativa, ela apresenta a importância que a sua espécie têm na manutenção da vida do planeta mas também, revela os principais impactos responsáveis pela redução significativa das abelhas na natureza", antecipa a autora.
 
Uma nova rodada de lançamento do livro ocorrerá na quinta-feira (18/11). "Estaremos lançando o livro na Unesc. Quero agradecer o apoio da Polícia Militar de Santa Catarina, que vai possibilitar que muitas crianças possam receber este livro gratuitamente. Tenho certeza que elas vão se encantar com a história da Mel”, comentou a professora.
 
O ilustrador Vamber Cabral aponta que o livro destaca a importância das abelhas. “Desenvolver as ilustrações, com as histórias da Morgana, foi surpreendente. Foi muito bom, o livro mostra de uma forma lúdica a vida das abelhas na colmeia. As ameaças que o inseto sofre com a poluição, com agrotóxicos. Todos os livros publicados contam, além de mostrar a importância dos animais, reforçam a importância de preservação do meio ambiente”, avaliou. 
 
Organizadora do evento coletivo de lançamento de livros, a presidente Miranda Mei, da Academia de Letras do Brasil (ALB) de Santa Catarina, seccional Criciúma, comentou sobre o trabalho de Morgana Gaidzinski que, fez questão de lembrar, foi sua colega de faculdade de Biologia e pós graduação.  "Todos os escritores estão muito felizes,  porque não é fácil você criar coragem e tirar os seus papéis de dentro da gavetinha e lançar para o mundo. Mostrar os seus pensamentos, as suas ideias, o seu interior. Porque o autor pinta o que escreve, com as tintas da sua alma", registrou. "Eu gosto muito do trabalho da Morgana, conheço ela há muito tempo. Além de ser uma ótima escritora e uma excelente bióloga e a museologia ganha muito com a presença da Morgana. Gostei muito desse trabalho voltado para a conscientização ecológica das crianças, então é fantástico o trabalho dela”, avaliou a presidente.
 
Além do livro “Mel, uma doçura de abelha”, mais nove títulos foram lançados no evento: “Raquel e a Ilha mágica”, (Aliz de Carvalho); “O Enigma de Zaki”, (Sissa Moreno); “Presságio das Eras - Uma data marcada”, (T. G. Estevam); “Ao entardecer da vida - Poesias e frases”, (Safira Monteiro); “As Matrioskas”, (Cristiane Dias); “Sua majestade: Donna Locomotiva” e “O Livro de Anita”, (Edla Zim); “Lais, Feridas Abertas”, (Tanuki) e “As Crianças Infinitas”, (Beto Roque).

Bookmark and Share imprimir
ACESSE


NEWSLETTER

Receba todas as novidades do SINEPE/SC via e-mail