PARTICIPE

O que você achou do novo site do SINEPE/SC?






/ NotÍcias A+   A-

Egresso da Unesc se destaca como empresário de sucesso na Angola

12/03/2019

 

Enquanto acadêmico Sarchel Necesio criou site que se tornou um dos principais do país e foi alavanca para a expansão do negócio

 

Uma ideia que foi colocada em prática por um acadêmico do curso de Administração de Empresas da Unesc em 2008 se transformou em um grande negócio e mudou a vida de dezenas de pessoas na Angola. O responsável por isso foi o jovem Sarchel Necesio, angolano que veio procurar no Sul de Santa Catarina os ensinamentos que precisava para tornar seu sonho realidade. Ele já tinha em mente o projeto de mudar o cenário da comunicação em sua terra natal e, com trabalho duro e muito aprendizado, fez da ideia um negócio próprio que hoje tem um faturamento anual médio de 40 milhões, moeda utilizada no país.

Sarchel chegou até à Unesc por meio do incentivo de amigos e familiares que já tinham participado de intercâmbios e o garantiram que Criciúma e a Instituição seriam os locais ideais para encontrar o conhecimento técnico de que precisava. “E eles estavam certos. Os aprendizados na Unesc me ajudaram me dando a instrução, a base, nas diferentes aulas. Aprendi, por exemplo, a como criar estratégia, criar estrutura organizacional, delegar e, entre outras coisas, sobre a importância de tratar a organização como uma família. Nesse quesito o fato de a própria Unesc ser comunitária deu uma base de como eu deveria agir no meu negócio”, salienta.

A aposta de criar um site com notícias sobre a Angola, em especial sobre entretenimento, surgiu do desejo do próprio jovem de encontrar novidades sobre seu país. “Eu acessava diversos sites do Brasil e de fora e nenhum trazia informações sobre a Angola. Eu senti que o país tinha a falta disso e que também precisava de um espaço para as pessoas encontrarem coisas que os interessavam. Dessa forma criei o Platina Line. Comecei investindo $500 e trabalhando sozinho, sentado na minha cama. Meu quarto era o escritório da empresa”, lembra.

A época de trabalho solitário, no entanto, ficou para trás já que agora Sarchel emprega mais de 20 pessoas de forma direta e 30 de forma indireta. “Foi a criação de uma bonita história. Tenho colaboradores que puderam viajar de avião e conhecer outros países por meio da minha empresa. Isso mudou a vida deles”, comenta orgulhoso.

Crescimento do Platina Line

A demanda visualizada pelo jovem era ainda maior que o imaginado e a adesão dos conterrâneos foi tão grande que o site já atingiu 4 milhões de visualizações de páginas e se expandiu para o rádio e para a televisão com programas líderes de audiência no país, além de mobilizares milhares de seguidores nas redes sociais. “Já tivemos a oportunidade de entrevistar grandes estrelas nacionais e divulgar seus trabalhos na África. Das celebridades brasileiras já recebemos pessoas como Thiaguinho, Luciano Huck, Paula Fernandes, Anitta, Ivete Sangalo e Carlinhos Brown”, comenta.

O papel da Universidade em meio ao sucesso tão grande, para o egresso, foi além dos ensinamentos teóricos. “Nas palestras que faço atualmente sempre comento que a Unesc foi fundamental porque me incentivou a fazer também algo diferente e ser eu meu próprio empreendedor para fazer a diferença ao meu redor. A Unesc me ensinou a pensar grande, pensar para frente. Mesmo a mais de sete mil quilômetros de distância foi isso que quis fazer e consegui. Todos os conhecimentos que recebi no Brasil tenho passado aos meus colaboradores”, acrescenta.

Além de ser conhecido em toda a África, o egresso da Universidade entrou também para as referências acadêmicas de seu país. Conforme ele, a literatura de sua autoria agora faz parte das faculdades de Comunicação Social na Angola. “Isso aconteceu porque sempre que se fala do início da comunicação digital lembram de mim. A Platina foi pioneira nesse segmento, trouxe mudanças e estabeleceu a forma de se fazer comunicação digital na Angola. Sou responsável por trazer esse novo formato“, completa Sarchel.

Lembranças do mestre

Um dos profissionais que acompanhou o aluno estrangeiro na Universidade foi o professor Abel Correa de Souza. Conforme Abel, logo no início do projeto Sarchel já se mostrou ousado e determinado. “Inicialmente chegamos a pensar que ele estava tentando dar um passo muito grande em pouco tempo em seu projeto, mas logo nos convenceu de que tinha esse propósito e levaria adiante. Como acadêmico era muito dedicado e tranquilo”, relembrou.

O sentimento, para o docente, é de alegria e orgulho ao saber do sucesso do egresso. “Ele realmente tem o espírito empreendedor muito avançado. Sabíamos que ele não submeteria a voltar para a Angola e ser empregado de alguém. Um aluno arrojado, centrado, que tinha tudo para colher bons frutos mesmo”, completou Abel.

Bookmark and Share imprimir
ACESSE


NEWSLETTER

Receba todas as novidades do SINEPE/SC via e-mail