PARTICIPE

O que você achou do site do SINEPE/SC?






/ 087. Resultado da pesquisa Sinepe/SC com as famílias sobre volta às aulas presenciais A+   A-

 

Maioria dos pais diz que está satisfeita com aulas via online e quer logo volta à normalidade com segurança no ensino maternal.

Um sucesso de público. Com a intenção de saber dos pais qual a melhor data para a reabertura das escolas, após quase 80 dias fechadas como medida de prevenção no combate à pandemia, pesquisa realizada pelo Sindicato das Escolas Particulares de Santa Catarina revela que a grande maioria dos pais está “muito satisfeita” com o funcionamento das aulas remotas nas escolas particulares, e aguarda a melhor decisão para a volta às escolas. Dos 41.345 pais consultados, 72,9% preferem manter seus filhos em casa recebendo aulas via online, até mesmo depois do reinício das aulas presenciais, caso “não se sintam seguros”. O maior contingente de pais que pede urgência na volta à normalidade se refere às creches (Ensino Maternal do Ensino Infantil), onde muitas famílias não têm a quem pedir ajuda para manter as crianças em atendimento e poder trabalhar. Outro dado significativo da pesquisa: 86,5% disseram ter mantido o pagamento da mensalidade escolar nos prazos estabelecidos. E mais da metade dos pesquisados (52,8%) diz que recebe descontos espontâneos das escolas no pagamento.

DETALHES

Das datas sugeridas na consulta para a retomada das aulas regulares nas escolas, 37,3% disseram que preferem aguardar orientação da Secretaria Estadual da Saúde, enquanto 24,1% optaram por 3 de agosto, e 21,3% responderam que gostariam que o reinício das aulas normalmente seja já. Os demais grupos se dividiram entre os dias 15 de junho, 1 de julho e 15 de julho como sendo a melhor data para a reinício das aulas presenciais. Do total de 41.345 pais, 89% deles têm filhos em escola particular.

A pesquisa também revela, segundo os pais, que 96,4% das escolas em que seus filhos estudam realizam neste período atividades domiciliares de acesso remoto.
 
VEZ E VOZ


Essa pesquisa de opinião foi um sucesso e se constitui em um claro indicador de que a comunidade escolar quer ser ouvida pelas autoridades. Seria lamentável que discussões que vão determinar o futuro venham à tona sem a participação dos pais, maiores interessados na educação dos filhos”, comenta o professor Marcelo Batista de Sousa, presidente do SINEPE/SC. “Mais do que oferecer um diagnóstico, nosso propósito foi apontar soluções, dar vez e voz aos pais”, disse.

PARTICIPAÇÃO EXPRESSIVA

A consulta popular, em forma de questionário contendo 11 perguntas, teve início dia 29 último. No mesmo dia foram enviados às escolas afiliadas ao SINEPE/SC, que distribuíram os formulários por endereço eletrônico a cada família. Preenchidos em menos de 72 horas, resultaram em 41.345 respostas.

EM SEQUÊNCIA

O próximo passo é levar a amostra de opinião às autoridades com o objetivo de subsidiar a decisão do grupo gestor das ações de combate à pandemia, para a elaboração de um plano de emergência com vistas à retomada das atividades nas escolas.

 

Bookmark and Share imprimir
ACESSE


NEWSLETTER

Receba todas as novidades do SINEPE/SC via e-mail